Eleições para reitoria: segundo turno

imagem de fflch

Agência USP

Os membros do Conselho Universitário, dos Conselhos Centrais e das Congregações das Unidades da USP confirmaram, nesta terça-feira (20), os oito candidatos que disputarão o segundo turno das eleições para reitor no próximo dia 10 de novembro. Ao todo, foram 1.925 eleitores em todos os campi. Foram contabilizados, no total, 1.641 eleitores e registrado um índice de abstenção de 15% em 41 urnas apuradas. Cada um dos eleitores tinha direito a três votos em cada cédula, o que totalizou 4923 votos válidos.

São eles: Glaucius Oliva, que obteve 756 votos; João Grandino Rodas, com 643 votos; Armando Corbani Ferraz, com 423 votos; Francisco Miraglia, com 295 votos; Sonia Penin, que obteve 272 votos; Ruy Alberto Corrêa Altafim, com 202 votos; Wanderley Messias da Costa, com 167 votos; e Sylvio Sawaya, com 69 votos. Os votos brancos totalizaram 1.551 e, os nulos, 364. Outros professores titulares receberam 181 votos.

Momento importante
Para a atual reitora, professora Suely Vilela, trata-se de um momento muito importante para a comunidade uspiana. “Neste primeiro turno, o número de votantes é maior. No segundo, o número cairá. Então neste primeiro turno, o exercício da democracia é maior, podemos ver a diversidade dos votos e podemos perceber o que a comunidade quer”, disse.

Em relação a sua gestão, ela destacou que a USP avançou em vários pontos e que o próximo reitor deverá dar mais atenção para a avaliação da graduação. “É preciso consolidar o processo de avaliação para mostrarmos à sociedade a qualidade que a USP tem”, declarou. Ela defende também que o processo de internacionalização deve ter continuidade. “Uma formação empreendedora passa necessariamente por uma experiência e vivência internacionais.”

Segundo turno
O segundo turno, que define a composição da lista tríplice de nomes para a escolha do reitor, acontecerá no dia 10 de novembro. O colégio eleitoral é composto pelos membros do Conselho Universitário (CO) e dos Conselhos Centrais, que somam cerca de 330 integrantes.

A eleição começa às 13 horas e o primeiro escrutínio termina às 14h30. A cédula oficial é utilizada na votação. Se houver necessidade, acontecerá o segundo ou terceiro escrutínios. O início de cada um ocorrerá 10 minutos após a proclamação do resultado do escrutínio anterior. O prazo para votação em cada novo escrutínio é de 45 minutos. No segundo e terceiro escrutínio, o número de elegíveis corresponde no máximo ao número de vagas existentes para completar a lista tríplice.

As mesas receptoras realizam a apuração, que, em cada escrutínio, começa logo após o término da votação nas quatro mesas. Os votos dados a professores já eleitos em escrutínios anteriores não serão considerados.

Ao fim da apuração, os três professores mais votados são proclamados eleitos, pela ordem dos votos recebidos na seqüência dos escrutínios. Neste momento, está formada a lista tríplice que será enviada ao Governador do Estado, José Serra, que tem a prerrogativa de escolher qualquer um dos nomes que compõem a lista.

Acompanhe mais informações pelo site oficial e pelo blog das eleições.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Reitoria