UNIVESP na TV

imagem de zecalixto

http://www.tvcultura.com.br/univesp/

camaradas

tem muita coisa ruim neste site.

o video inicial com o belo discurso do serra: "fisioterapia não da pra ensinar a distancia, dá? mas tem que ficar mexendo? dá?" ...ou então... "o sujeito vendo televisão, dá pra apender?" .. ou então... "não é possivel que as 3 melhores universidades do brasil, vão dar diploma sem qualidade?"

mais abaixo, cinicamente, tem até uma explicação sobre o consenso de washinton! viu como dá pra educar?

além disso, acabei de ver na TV cultura, que o programa TV UNIVESP estréia em abril. o slogan: "novas oportunidades estão se abrindo para voce!"

agora a pergunta que me fica é: o que o ME vai reivindicar?

fim da univesp? direitos estudantis para os estudantes 'à distancia'? abaixo ao serra? ao lula?à crise? ao capital?

ou ta tudo ótimo vamos ficar lendo descartes com nosso roupão de dormir?

Comentários

imagem de Gestão

Oi zé, eu acho que devemos

Oi zé,

eu acho que devemos debater a Univesp, mas agora a maior parte de seus assuntos deverá ser debatida pelo ME virtual que surgirá com a tal universidade, rs... Quer dizer, dá para esperar que acabemos com a Univesp? Se fizermos muitas manifestações talvez consiguemos que ela passe a ser uma quarta universidade paulista (duvido que o Serra vá acabar com ela), mas isso tem um lado ruim: a universidade (e, conseqüentemente, nós) não poderemos palpitar nada sobre ela... Acho que é mais proveitoso fazer debates sobre as próximas medidas, isto é, antever os projetos e fazer o ME voltar a ser mais ativo e menos passivo (só nos manifestamos quando a coisa dá merda, isso é uma desgraça!).

Aiai... de qualquer jeito o vídeo do porteiro de necrotério serve para se divertir... a univesp podia fazer um curso de "Como fazer política para cagar no pau (PSDB, FHC) ou não fazer nada (entrevistar algumas alas do ME...)"... Sem querer provocar, seria fazer um documentário sobre o curso de ciências sociais...

(se falei muita besteira, desconsidere...)

imagem de zehcalixto

é andré, que o ME é passivo,

é andré,

que o ME é passivo, passional, acho q é normal...afinal somos todos afetados pelo atual estado das coisas, não temos muita autonomia sobre nossa história (nosso sonho de emanciapação). a classe dos oprimidos, para a qual devemos minimamente desdobrar nossa prática, é historicamente passiva, decorrente da dominação, e em geral só quando não tem nada a perder parte para uma revolta, revolução. o movimento estudantil da usp nunca lutou pela revolução, pelo fim do capitalismo, da opressão de estado, em geral ficamos lutando contra a univesp, os decretos, o serra, o chefe de departamente, o direotr, direitos. to distante do movimento porisso desqualifico estas reivindições mais pontuais, mais reformistas, mas que no final eu considero essenciais tbm.. na verdade toda esta confusão que aqui exponho é fruto da incerteza quanto a prática politica em nosso mundo. me da vontade de apelar para a negação fácil, destruir tudo, como os gregos no seu impulso anarquista, destruir os simbolos principalmente: árvores de natal, estátuas de bandeirantes, propagandas de bancos, automóveis, lojas de empréstimo, queimar as arvores paisagisticas que a usp ta comprando por aí...

mas se voce cansou de ser passivo, bora organizar umas ações diretas aí... a greve (para além de sua derrota usual) é um prato cheio...rsrs